Motorista vai buscar CNH apreendida e é multado novamente por embriaguez

Menos de 12h após ser flagrado por policiais militares dirigindo sob influência de bebida alcoólica, um motorista de 35 anos acabou autuado pelo mesmo motivo ao comparecer ao Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRv), em Sobradinho, na manhã desta segunda-feira (26), para reaver sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH), que havia sido recolhida. O episódio inusitado teve início por volta das 23h de ontem, quando o condutor foi parado em uma blitz na DF-001, perto da Torre de TV Digital.

Na primeira ocasião, o homem, que segundo a PM apresentava fortes sinais de embriaguez, foi autuado ao se recusar a fazer o teste do bafômetro e teve a CNH recolhida. “Como não podia dirigir sem o documento, ele chamou uma pessoa ao local para poder retirar o carro. Antes, ele foi informado que poderia buscar a CNH no dia seguinte, no batalhão”, conta o major Keldison Sousa.

Por volta das 10h30 de hoje, o homem chegou ao local informado e, para o espanto dos militares, além de estar dirigindo o mesmo carro abordado na noite anterior sem documento, ele ainda apresentava novamente sinais de embriaguez. Mais uma vez, foi sugerido que ele fizesse o teste do bafômetro. “A princípio, ele recusou. Dizia que havia bebido apenas na noite anterior, mas acabou se submetendo ao teste, que apresentou índice de 0,33mg/l”, lembra o major. O homem só não foi preso por estar no limite do que é caracterizado como crime: 0,34mg/l.

Ainda assim, ele foi autuado outras duas vezes, uma por dirigir sem a documentação e outra por direção sob efeito de álcool. Pela primeira autuação, na noite de domingo, ele deve ser multado em R$ 2.934,70. Em casos de reincidência em menos de 24 horas, segundo a PM, o valor da multa é dobrado. Ainda deve ocorrer processo de suspensão da carteira e, pela reincidência, um possível processo de cassação da mesma.

Deixe uma resposta