Tremor de terra evacua prédios na área central de Brasília

O prédio da antiga rodoferroviária precisou ser evacuado na manhã desta segunda-feira (2), após testemunhas relatarem forte tremor de terra na região. Funcionários de pastas como DFTrans e Secretaria de Justiça e Adasa tiveram de sair às pressas dos postos de trabalho.

Casos de tremor de terra foram relatados na Asa Norte, Asa Sul, Setor de Autarquias Sul, Setor Comercial Sul, Cruzeiro e Guará.

Segundo o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), o tremor de terra sentido no Distrito Federal é reflexo de um abalo de 6,7 de magnitude na escala de Richter ocorrido na Bolívia. Além da capital, foram sentidos impactos em regiões como São Paulo (SP) e Cascavel (PR).

Na Asa Norte, Marília Oliveira, assistente negocial de 34 anos, sentiu a terra tremer por volta das 10h30. “A gente estava trabalhando normalmente e senti que minha mesa deu uma balançada e fiquei tonta”, conta.

O prédio, de quatro andares na 508 Norte, tem cerca de três mil funcionários. Todos tiveram que descer às pressas. “Não teve desespero porque foi tudo muito rápido. Descemos pelas escadas de emergência. Não teve gritaria e todos estão bem”, relata.

A Defesa Civil diz que até o momento não foram identificadas manifestações físicas que indiquem qualquer problema estrutural causado pelos tremores de terra sentidos na capital. O coronel Sérgio Bezerra, subsecretário de Defesa Civil, foi até o Setor Comercial Sul tranquilizar a população.

Deixe uma resposta