Decisão do TJGO libera bispo e padres presos durante Operação Caifás

O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) aceitou o pedido de habeas corpus e concedeu a liberdade em favor do bispo de Formosa, dom José Ronaldo Ribeiro, e de outros seis presos desde de 19 de março no âmbito da Operação Caifás. No início da noite desta terça (17), os suspeitos deixaram a prisão.

O grupo é acusado de lavagem de dinheiro, apropriação indébita de valores que pertenciam à Cúria de Formosa e falsidade ideológica. Na operação, Dom José Ronaldo, quatro padres e um monsenhor foram presos. Segundo o MP, eles são suspeitos de envolvimento em um esquema de desvios com prejuízo estimado em mais de R$ 2 milhões.

Investigações

As investigações se iniciaram após o Ministério Público ter recebido denúncias de fiéis dando conta que os desvios haviam sido iniciados em 2015. Acionado, o MP apurou as denúncias que culminaram com a operação em curso.

Deixe uma resposta