Missão oficial a Portugal se encerra com mais cooperação bilateral


Ao longo da semana, o secretário especial da Cultura do Ministério da Cidadania se encontrou com autoridades portuguesas e intensificou parcerias

O secretário especial da Cultura do Ministério da Cidadania, Henrique Pires, encerrou viagem a Portugal nesta sexta-feira (22), com extensa agenda. Na pauta, estiveram festivais de teatro e dança, o legado do patrimônio cultural e, ainda, a interseção entre música e arquitetura, a partir das artes plásticas. Em missão oficial desde segunda (18), Pires se encontrou com diversas autoridades portuguesas e da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), estreitando cooperações bilateral e multilateral.

Na manhã desta sexta, por exemplo, o secretário encontrou-se com diretores do Festival Internacional de Teatro e Expressão Ibérica (Fitei), Gonçalo Amorim, e do Dias da Dança (DDD), Tiago Guedes. O Festival DDD é um evento internacional de dança contemporânea, organizado pelo Teatro Municipal do Porto e pela Câmara Municipal da cidade, em parceria com as Câmaras Municipais de Matosinhos e Gaia. Em 2019, a quarta edição do festival será realizada entre os dias 24 de abril e 12 de maio. Neste ano, o festival contará com duas produções brasileiras: Marcelo Evelin e grupo, do Piauí; e o coreógrafo Thiago Granato, de São Paulo, que faz espetáculo solo.

O Festival Internacional de Teatro e Expressão Iberoamérica (Fitei) acontece desde 1978 na cidade do Porto. A 42ª edição será de 8 a 25 de maio. Entre os espetáculos brasileiros que farão parte da programação do evento, estão: Preto, da Companhia Brasileira de Teatro, com direção de Marcio Abreu; Odisseia, da Cia Hiato, com direção de Leonardo Moreira; e Democracia, com direção de Felipe Hirsch.

Em seguida, o secretário foi recebido pelo presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui de Carvalho de Araújo Moreira, que ofereceu almoço em sua residência oficial, a Casa do Roseiral. À tarde, o prefeito fez questão mostrar a Henrique Pires a tradição de azulejaria do Porto, empreendendo percurso por diversos edifícios históricos que são patrimônio da cidade.

No final do dia, o secretário deslocou-se para Matosinhos, a 9km do Porto, onde foi recepcionado pela presidente da Câmara Municipal, Luísa Salgueiro, na Casa da Arquitetura. O presidente da instituição, José Manuel Dias da Fonseca, e o diretor-executivo, Nuno Sampaio, ofereceram jantar em homenagem a Henrique Pires, que também pôde prestigiar a exposição Infinito Vão. A mostra faz um cruzamento entre a arquitetura e a música, com uso de vídeos e cenografia. Para finalizar a programação do dia, o secretário prestigiou a conferência Lúcio Costa e a construção de um patrimônio nacional, do diretor do Departamento de Patrimônio Material e Fiscalização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Andrey Schlee.

Na agenda no País ibérico, o secretário também teve a oportunidade de aprofundar as tratativas sobre os Prêmios Camões e Monteiro Lobato, acordos de coprodução audiovisual, patrimônio cultural e os preparativos para as celebrações do bicentenário da Independência do Brasil (2022). Henrique Pires retorna ao Brasil na manhã deste sábado (23/02).

Deixe uma resposta